quarta-feira, 27 de maio de 2015

Resenha: Princesa Adormecida; Paula Pimenta


























SINOPSE:
Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim, isto tudo só existia nos livros. Meu cotidiano era normal. Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que, de uma hora pra outra, tudo mudou.
Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que voce conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está ao seu lado, e especialmente, que não tem ideia de onde foi parar o amor da sua vida.
Se alguma vez passar por isto, saiba que você não é a única. Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim...

Bom, não sabia se era possível, mas sim, esse livro é ainda melhor do que Cinderela Pop!
Quando era apenas um bebê quando Marie Malleville - uma mulher que foi rejeitada por seu pai, pois ele estava muito apaixonado por sua mãe - tentou sequestrá-la.
Mas por causa de Filipe, um garoto pouco mais velho que ela, avistou a 'bruxa' e avisou a todos que claro chamaram a polícia e prenderam a mulher, mas infelizmente, Malleville consegue fugir da cadeia.
Agora Anna Rosa é uma garota estudiosa, talentosa, com três tios protetores que ficaram com sua guarda desde que seus pais morreram em um horrível acidente de carro.
Anna Rosa, não se lembra de praticamente nada da sua infância até os cinco anos. Somente algo, ou melhor, alguém permaneceu na sua memória: Filipe.

No seu aniversário de 16 anos, ela resolve quebrar algumas regras e sai com as amigas para comemorar em um bar perto do internato onde ela estuda. E quem está lá no bar tocando? Quem? A Cintia, nossa Cinderela Pop. (um pequeno spoiler)
No dia seguinte, depois de uma pequena briga com seus tios, Rosa recebe uma mensagem de um desconhecido que ela logo descobre que se chama Phil.
Ela fica desconfiada no começo, mas logo começa algo maior com somente essas mensagens. E de repente, Rosa se vê apaixonada por Phil, e a cada dia que passa, eles querem ver um ao outro ao vivo.
Porém, quando isso está prestes a acontecer, Malleville age, e por causa de várias picadas de abelhas, Rosa entra em coma.
E aí... bem, você vai ter que ler o livro para ler o final, não é?
BEIJO!
TCHAU!

-S.C

terça-feira, 26 de maio de 2015

Resenha: Cinderela Pop; Paula Pimenta



SINOPSE:   
Cintia é uma princesa dos dias atuais: antenada, com opiniões próprias, decidida e adora música! Essa princesa pop morava com os pais em um castelo enorme de onde via toda a cidade. Todas as noites ela olhava pela janela, de onde ficava admirando a vista e sonhando... com um príncipe que ainda não conhecia.
Porém um dia, o castelo de Cintia desmoronou, e com ele tudo à sua volta. Desiludida, ela deixou de acreditar em romances e teve que reconstruir cada parte de sua vida, sem deixar o minimo espaço para o amor. Ela só não contava com um detalhe... Havia mesmo um belo príncipe em sua história. E tudo que ele mais queria era descongelar o coração da nossa gata (nada) borralheira.

Gente, o que eu posso dizer sobre esse livro?
Simplesmente MARAVILHOSO! 
Tenho que dizer que só estou fazendo essa resenha agora porque realmente não tive tempo para fazê-la em outro momento, mas de qualquer forma, aqui está!

Esse livro foi o primeiro livro que eu li da Paula Pimenta, e vou te falar que a escrita dela é muito viciante, assim como a história.
É muito interessante o jeito como ela transformou a história da Cinderela para algo mais atual.
Eu li esse livro primeiro porque mês passado eu fui na noite de autógrafos na Saraiva, e conheci a Paula. Gente, ela é muito gentil, me perguntou se aquele era o primeiro livro que eu lia dela, e quando afirmei, ela me pediu para ler esse antes de Princesa Adormecida.
Fiquei confusa, mas quando cheguei em casa, peguei logo esse livro e fui ler. Mas foi só quando li Princesa Adormecida depois que fui entender porque ela me pediu isso...
Enfim, AMEI o livro!
É muito leve e acabei lendo a maior parte dele em um dia só, no outro dia o livro acabou, e eu nem acreditei no quão rápido tinha passado aquela história, mas acabou que eu fiquei mais curiosa para ler o próximo.

No começo do livro, a Cintia descobre que o colégio está proibindo qualquer acesso aos telefones para não atrapalhar os estudos, ou seja, sem Wi-Fi, sem What'sApp, sem Facebook, Twitter ou qualquer outra coisa.
Cintia fica revoltada porque o horário do intervalo era o único momento em que ela poderia falar com sua mãe que estava no Japão pelo Skype. Mas para ela poder continuar com as conversas diárias, ela tem que pedir ajuda ao pai, AKA idiota, estúpido, imbecil, burro, entre outros nomes que só irão ficar na minha cabeça.
O pai então faz um acordo com Cintia, o que inclue ela ter que ir na festa de 15 anos das suas 'irmãs'. E como ela está desesperada, ela aceita o acordo.
E é nessa festa que ela conhece o Frederico AKA Freddy Prince.
Não vou dar mais detalhes, porque não quero dar spoilers, mas vou dizer que o Freddy é um amor! Gosto muito dele, e shippo muito esse casal! Freddy e Cintia!

Vou dizer, odiei o pai da Cintia, odiei a Madrasta dela também (aquela b*tch dos infernos), aquelas 'irmãs' dela me deram nos nervos!!! Esses quatro me fizeram querer dentro do livro e dar uns tapas neles.
Ai, se isso fosse possível...
Como a mãe da Cintia está do outro lado do mundo (literalmente), não tem como Cintia escapar das garras da madrasta estúpida, olha, só de lembrar daquela personagem já me dá raiva!!!
Acho que é isso então!
Não vou falar mais porque senão estragaria tudo que eu espero que vocês queiram ler!
BEIJO!

-S.C

segunda-feira, 25 de maio de 2015

aviso urgente sobre as resenhas

























Gente, passando rápido só pra dar mais um aviso!
Nesse mês prevejo mais ou menos umas três a quatro resenhas aqui no blog! Uma prevista para ser postada amanhã.
Aviso também que essas resenhas serão postadas agora, mas eu li esses livros entre o mês passado e esse, então sim, eu demorei um pouco para fazer as resenhas, mas...
Bom, o fato é que agora que o meu colégio está em greve, estou tendo um pouco mais de tempo para recuperar o tempo perdido.
É isso gente!
BEIJO ENORME!!!

-S.C

sexta-feira, 22 de maio de 2015

um garoto na minha mente


(Música do dia: Tenerife Sea - Ed Sheeran)

Há um garoto na minha mente.
Ele me olha como se eu fosse a coisa mais preciosa que existe.
Mas ele sabe que posso cuidar de mim mesma.

Há um garoto na minha mente.
Ele me diz que sou linda com maquiagem.
Mas também me lembra que fico ainda mais linda sem maquiagem alguma.

Há um garoto na minha mente.
Ele não me julga quando quero ficar sozinha por um tempo.
Mas também não deixa que esse tempo seja muito longo.

Há um garoto na minha mente.
Ele me diz as coisas mais lindas, que me fazem sorrir e suspirar.
Mas ele sabe quando ser honesto comigo, mesmo que doa.

Há um garoto na minha mente.
Ele ama aqueles filmes de ação, sabe aqueles que me dão dor de cabeça?
Mas sempre se junta comigo para assistir uma comédia romântica.

Há um garoto na minha mente.
Ele me diz que eu sou a única na vida dele.
Mas quando digo isso à ele, seu rosto fica vermelho.

Há um garoto na minha mente.
Esse garoto não faz ideia do quanto ele é especial para mim.
Por isso sigo lhe dizendo: eu te amo, todos os dias.

(Só uma coisa que escrevi há um tempo atrás. Espero que tenham gostado! BEIJO!)

-S.C

terça-feira, 19 de maio de 2015

Sawyer Fredericks


Gente, deixei muito claro no post anterior que estou completamente apaixonada pelo Sawyer Fredericks, um dos finalistas da season 8 do The Voice US.
Desde o primeiro episódio, Sawyer conquistou a todos com sua voz e seu carisma. Com os cabelos loiros longos e o chapéu que sempre está presente nas apresentações, e viraram sua marca registrada, além da voz, é claro!
Bom. chega de falar - ou escrever - e vamos ouvir a voz única de Sawyer Fredericks.

1.Trouble

 

2.A Thousand Years

 

3.Simple Man

 

4.Take Me To The River

 

5.I Am A Man Of Constant Sorrow


6.Collide


7.Iris



Então, iam ser somente cinco, mas depois acrescentei mais duas porque não resisti!
E aí, gostaram do Sawyer? Espero que sim!
Beijo!

-S.C 

domingo, 17 de maio de 2015

Playlist: Abril 2015


Então, finalmente chegamos a playlist de abril, e vou logo avisando que vocês vão ver e ouvir muito Sawyer Fredericks por aqui, viu?
Na verdade, tô até pensando em fazer um post sobre ele mais para frente.
Bom, de qualquer forma, aqui está!

1.Sawyer Fredericks - Trouble


2.Sawyer Fredericks - I Am A Man Of Constant Sorrow


3.Sawyer Fredericks - Collide

 

4.Sawyer Fredericks - Iris
 


5.Imagine Dragons - Warriors

 

É isso, então.
Eu sei que teve muito do Sawyer, e que esse post foi praticamente sobre ele, mas não tenho culpa se a voz dele é tão viciante.
E Warriors, bem, foi a única exceção nesse mês.
Beijos e tchau!

-S.C 

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Playlist: Março 2015


Olá gente!
Depois de semanas de atraso, a playlist de março está finalmente aqui! Tenho que admitir que essa lista só ficou no meu caderno durante todo esse tempo.
(Vergonha ao cubo)
Mas então, aqui está!

1. Tenerife Sea - Ed Sheeran

 

2. Up 2 U - Walk The Moon
 

 

3. Elastic Heart - Sia
 

4. Wasted Love - Matt McAndrew
 

5. Dear Future Husband - Meghan Trainor
 

 

Então gente, é isso.
Espero que vocês tenham gostado das músicas!
Bye!

-S.C 

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Playlist: Fevereiro 2015


Bom, a minha playlist desse mês foi a trilha sonora de Fifty Shades Of Grey. Não me entendam errado, mas apesar de todo mundo falar que o filme foi uma merda, eu amo a trilha sonora!
Quando eu ouvi esse CD, foi amor à primeira música!
Então aqui está! (FINALMENTE!)

1. Undiscovered - Laura Welsh

 

2. Earned It - The Weeknd

 


3. Meet Me In The Middle - Jessie Ware



4. Salted Wound - Sia



5. Witchcraft - Frank Sinatra



Então é isso gente! Espero que vocês tenham gostado!
Beijos! Bye!

-S.C

terça-feira, 5 de maio de 2015

as playlists que se foram



Então gente, aviso bem rápido aqui no blog!
Nesse mês, estarei postando não somente a playlist de abril, como também a de fevereiro e a de março.
O motivo de não ter postado as playlist nesses meses foi o fato de ter muita coisa para fazer, tanto na escola como o meu 'trabalho' de professora.
Isso meio que afetou tudo a minha volta, e só agora eu estou tentando colocar tudo nos trilhos de novo. Vou tentar postar pelo menos umas três vezes por semana, e se der eu posto mais.
Vejo também algumas mudanças no blog em breve.
Estou tentando conciliar tudo na minha vida, e está uma loucura tentar fazer isso funcionar direito. Estudos, trabalho, séries acumuladas, cansaço horrível. Enfim...
Bom, acho que é isso.
Tchau e beijos!

-S.C

segunda-feira, 4 de maio de 2015

cólicas horríveis, quase dormindo na escola, intrusa na aula de matemática


(Música do dia: Breakaway - Kelly Clarkson)

Acordei às cinco horas da manhã com cólicas horríveis.
A chuva batia forte contra as janelas de vidro lá fora, com ela veio frio congelante, eatravés das cortinas poderia ver o céu cinzento e sem nehuma luz à vista.
Fiquei um tempo na cama tentando encontrar uma posição para dormir em que não doesse, mas não consegui. Tentei achar alguma coragem para levantar da cama, pois já sabia que não conseguiria dormir mais. 
Enfim, levantei da cama, fui ao banheiro, lavei o rosto, e tomei um remédio para dor. Voltei para cama praticamente mancando, temendo que se desse um passo em falso a dor seria pior do que já era. 
Chegando na cama, peguei meu celular e pesquisei formas de diminuir a cólica, e acabei fazendo uma massagem no meu abdomên, o que realmente fucionou, e em segundos já estava dormindo de novo. 
Quando acordei de novo, eram onze da manhã, e a cólica agora era somente uma dorzinha que me incomodava, não algo que me fez querer chorar como mais cedo.
Tomei café da manhã, e estava considerando faltar a aula, mas no final do tudo decidi ir pois iria ter prova de Física.

Acabou que no primeiro horário estava com tanto sono por causa do remédio que tomei antes de sair de casa que quasei cai no sono na aula de Química.
Não teve prova de Física. Como para a prova cada grupo tinha que levar um copo de isopor e um de alumínio para tirarmos a temperatura, e como quase ninguém sabia que a prova seria naquele dia e quase ninguém levou os copos, o professor decidiu adiar aprova para amanhã.
As minhas aulas terminaram no terceiro horário, conversei com a minha melhor amiga no intervalo, e acabei ficando na aula de Matemática dela durante o quarto.
Então cheguei em casa, e pronto.
Esse foi meu dia.
Chato assim mesmo, viu?
Tchau!

-S.C
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...